Dance Moms, a série de sucesso que conquistou a América Latina, está de volta com mais uma temporada no Lifetime, a quarta a ser exibida no Brasil. E Abby Lee Miller, a apaixonada e superexigente instrutora de balé da escola que leva seu nome, localizada em Pittsburgh, nos Estados Unidos, segue mais exigente do que nunca nesta nova safra de episódios emocionantes.

 Abby Lee, é claro, continua sendo a alma da série. Ela dirige sua escola com mão de ferro, mas sempre arruma tempo para ensinar suas jovens e talentosas alunas e também termina fazendo frente às exigências das mães das garotas, que fazem todo o possível (e às vezes até mais) para ajudar as filhas a realizarem seus sonhos profissionais.

Dance Moms apresenta o drama e os conflitos cotidianos do competitivo mundo da dança. Quem acompanha a série vivencia também as histórias deste singular grupo de garotas e de suas controversas mães, na escola Abby Lee Dance Company. O caminho para o sucesso sempre demanda muito esforço e dedicação, e isso é o que se respira no concorrido estúdio.

Protagonizada por personagens muito peculiares, Dance Moms adentra os bastidores das competições de dança para apresentar os desafios, as alegrias e as frustrações que cercam uma temporada de competições, apresentando uma visão cativante e dramática de um grupo apaixonado de bailarinas que lutam para conquistar a medalha de ouro do campeonato nacional dos Estados Unidos.

O capítulo de estreia do quarto ano da série, domingo, às 21h30, tem o título sugestivo de Voltamos, Mas Nada de Relaxar. É o início a nova temporada para a companhia de dança mais disputada pelas garotas norte-americanas, e Abby surpreende a todas, mães e filhas, com o anúncio de novas audições nacionais para escalar as novas meninas que farão parte de sua equipe de dança. A “veterana” Brooke, por sua vez, mal pode acreditar quando Jana Kramer, uma estrela da música country nos EUA, a convida para cantar com ela em um dueto mais que especial.

Elenco:

unnamed12

 Abby Lee Miller

Nascida em Pittsburgh, Abby herdou o amor pela dança de sua mãe, Maryen Lorrian Miller, membro da Dance Masters of America há mais 50 anos – uma mulher que teve sete escolas de dança em Miami até se casar com George e dar à luz Abby. Maryen deu aulas em toda a cidade antes de abrir sua escola principal em Penn Hills. Abby estudou com a mãe e viajou ao seu lado para várias competições nacionais, o que a influenciou a formar seu próprio grupo, a Companhia de Dança Abby Lee. Em 1980 abriu sua escola de balé, e calcula ter capacitado entre três mil e quatro mil estudantes durante sua carreira. Conhecida por sua incrível dedicação, disciplina e paixão, Abby já formou numerosas estrelas da dança profissionais e se tornou uma das instrutoras de balé mais cobiçadas de Pittsburg.

Melissa, mãe de Maddie e Mackenzie

Melissa é divorciada e mãe de duas filhas matriculadas na Companhia de Dança Abby Lee. Melissa dançou na juventude por diversão, e era fascinada pelos figurinos e pela encenação. É uma dona de casa ocupada e suas filhas se dedicam ao máximo às aulas, sobrando pouco tempo para a família e outras atividades.

Apesar de se dedicar ao máximo ao balé, Maddie Ziegler considera a matemática a sua matéria predileta. Ainda assim, deseja ser tornar uma bailarina profissional. Maddie se destacou no cenário pop recente ao estrelar dois clipes da cantora australiana Sia; em um deles ela dança com o polêmico ator Shia LaBeouf (da música “Elastic Heart”).

Mackenzie adora o palco, e vibra ao aprender novas rotinas na escola de Abby. Não tem muito tempo para se dedicar a outras disciplinas, mas já teve a oportunidade de ter aulas de canto.

Christi, mãe de Chloe

Christi acredita que é muito importante manter os filhos em atividades físicas. Ela é dona de uma franquia orientada para a saúde infantil, e ensina as crianças em idade pré-escolar sobre saúde e bem-estar físico. Tem duas filhas: Chloe, matriculada na escola de Abby, e Clara, de apenas dois anos – embora não possa ter aulas, a garotinha adora observar e foge para a classe quando pensa que não está sendo observada. Christi nunca dançou profissionalmente, mas teve aulas quando criança.

Chloe é determinada e sonha em ser uma Rockette, da companhia de dança que se apresenta no tradicional Radio City Music Hall, em Nova York.

unnamed122

Holly, mãe de Nia

Holly tem três filhos e sua única menina está na Companhia de Dança Abby Lee. Embora nunca tenha dançado profissionalmente, Holly se divertia com Vicki Sheer no Bronx e na universidade, na companhia de dança africana de Williams Colleg. Inspirada em suas experiências na juventude, ela acredita que a dança pode dar a sua filha a mesma alegria e confiança.

Nia gosta muito das acrobacias realizadas em suas performances, e confessa que o curso de soletrar em sua escola é o seu favorito.

Jill, mãe de Kendall

Jill é casada desde os 19 anos e tem três charmosas filhas, duas delas na Companhia de Dança Abby Lee. Uma bailarina de coração, Jill sempre foi uma entusiasta da dança e da ginástica, tendo sido líder de torcida e participado de disputas na universidade de Pittsburgh. Crê firmemente que a dança proporciona às crianças uma grande autoestima e lhes ensina autodisciplina em uma idade muito precoce.

Kendall é uma criança multifacetada, que adora jogar tênis, mimar seu cão e tudo relacionado a roupas e maquiagem, além de dançar, é claro.

Cathy, mãe de Vivi-Anne
Cathy dançou praticamente por toda sua vida. Instrutora de dança há anos, ela é também dona de seu próprio estúdio, que é nada mais, nada menos, que o terrível rival da Abby Lee Company: o Candy Apples Dance Center, localizado em Ohio.

Há algum tempo, nenhuma das “dance moms” conseguia explicar por que Cathy decidiu levar sua filha adotiva, Vivi-Anne, a aprender dança com Abby. Qualquer que fosse o motivo, o teste não durou muito: a rivalidade entre as duas coreógrafas cresceu dia após dia, até que a convivência se tornou insustentável. Então, Cathy acabou tirando sua filha da companhia, levando, além da menina, a hostilidade de Abby e de praticamente todas as “dance moms” (com exceção de sua amiga Melissa). A partir de então, as competições de dança se transformaram no campo de batalha ideal entre os dois grupos, e as meninas, as peças de xadrez que as coreógrafas estrategicamente movem tentando obter a maior quantidade de prêmios.

Kelly, mãe de Brooke e Paige

Kelly era uma pequena de apenas três anos quando começou na dança – e teve aulas com ninguém menos que a mãe de Abby, Maryen. Ela foi, na verdade, uma das primeiras a fazer parte do staff original da Abby Lee Dance Company. Qualquer um poderia adivinhar, então, que suas duas filhas mulheres – Brooke e Paige – não escapariam facilmente de seu destino no estúdio de Abby.

A amiga mais próxima de Kelly no programa é Christi, e não é por acaso: além do caráter extrovertido e mordaz, elas compartilham, sobretudo, o prazer de fazer frente a Abby sempre que acham oportuno. E, no caso de Kelly, a oportunidade parece se apresentar diariamente.

Segura, desafiadora e um pouco precipitada, essa “dance mom” não demonstra nenhum escrúpulo em elevar suas apostas até o infinito, se necessário. Uma vez, chegou a mudar a rotina de dança de sua filha antes da competição, sem dizer a Abby. A coreógrafa praticamente explodiu de raiva ao ver as mudanças no palco. Isso valeu à mãe impertinente alguma represália e o agradável apelido de “mom-ographer”.

Kelly diz que Abby não dá às suas filhas a atenção que merecem porque, na verdade, nunca conseguiu perdoá-la por abandonar a dança quando tinha 14 anos. Será esse o motivo da rivalidade entre as duas? Seja como for, a atitude controversa de Kelly coloca na corda bamba a sua relação com Abby Lee Miller, e também a permanência de suas filhas na companhia.

unnamed1

Episódios de maio:

17/5 – Duas no Jogo

À tensão gerada pelas audições que Abby realiza, soma-se o nervosismo por competir contra as Candy Apples. Chloe e Kendall se enfrentam pelo segundo lugar, e a mãe de Payton sente que seu futuro na equipe é duvidoso.

24/5 – Abby Contra-Ataca

Abby anuncia que a primeira rodada de audições nacionais será em Orlando, na Flórida. Chloe e Kendall competem pelos solos, enquanto Jill acusa Christi de mentir para ajudar Chloe a ganhar. E Brooke, Paige e Chloe formam um trio para desafiar o título de “estrela do pop” de Brooke.

31/5 – Chloe x Kendall: 2º Round
Cathy está de volta, disposta a derrotar Abby com uma nova equipe de meninos.

Abby fica nervosa e pressiona sua equipe, em especial Chloe e Kendall, que se enfrentam em seu segundo “mano a mano” de solos desta temporada.