Os Filmes Perdidos do Dia D, especial inédito em duas partes que o HISTORY exibe nas noites de 5 e 6/6, sexta-feira e sábado, resgata de maneira inédita a operação militar mais crítica e simbólica da Segunda Guerra Mundial.

Exibido nos Estados Unidos por ocasião dos 70 anos da invasão Aliada à Europa controlada pelos nazistas, Os Filmes Perdidos do Dia D, uma produção original do HISTORY, apresenta esta icônica batalha usando filmes recentemente descobertos, muitos deles nunca exibidos anteriormente. Pela primeira vez os telespectadores poderão assistir à mais ampla invasão por água da Segunda Guerra Mundial, e totalmente a cores, graças a um avançado processo tecnológico de restauro. Na ocasião, cinco mil navios das Forças Aliadas “descarregaram” 160 mil soldados ao longo de 80 quilômetros da costa da Normandia, na França.

unnamed1

O “Dia D” marca a data do desembarque das tropas – 6 de junho de 1944 -, quando teve início uma reviravolta no conflito, com mudanças bem-sucedidas mas também revezes em ambos os lados. Estima-se que dez mil homens morreram em combate, a maior parte nos dias exatamente posteriores ao desembarque. Conforme as Forças Aliadas avançavam pelo continente para reconquistar as cidades ocupadas pelos nazistas, todos acreditavam que essa estratégia determinaria o fim da Guerra.

Os Filmes Perdidos do Dia D relembra essa semana decisiva da história por meio de depoimentos de soldados que estavam em ambos os lados da batalha, focando três unidades específicas: a 1ª Divisão norte-americana em Omaha Beach, o 507º grupo de paraquedistas dos Estados Unidos, e a 352ª Divisão alemã.

Os Filmes Perdidos do Dia D conta a História em primeira-pessoa, nas palavras daqueles que a viveram, com narrações de diários de soldados, histórias orais e entrevistas realizadas imediatamente após os combates – com famosos líderes como Eisenhower, Rommel, Omar Bradley e Adolph Hitler, e soldados de campo de batalha desconhecidos, tanto norte-americanos quanto alemães, que lutaram e morreram em uma das batalhas mais sangrentas da história recente.

 

*O especial será reprisado na íntegra em 7/6, domingo, às 7h30 e às 13h